Ficheiros Secretos da Descolonização de Angola

Grande livro! tive a oportunidade de o ler e aprender muito sobre o processo da independencia de angola, que infelizmente desconhecia alguns detalhes.  apresento aqui uma fiel descrição do livro, nas palavras de um jornalista, e também num vídeo muito interessante feito pela SICnoticias. pena que não consegui colocar o player do vídeo, vão ter que clicar no link.

”Este livro da jornalista Leonor Figueiredo é um valioso documento para a História da entrega, sem honra, nem glória, nem dignidade, da província ultramarina portuguesa de Angola. Direi mesmo que, em sentido figurado, é uma Bíblia, porque a autora prova o que escreve. A autora faz uma viagem ao passado na procura do que terá acontecido a seu pai que residia em Luanda, desaparecido ainda na altura em que Angola era portuguesa. Nem as autoridades, nem os políticos/governantes, nem os militares dessa época trágica para Portugal sabem o que terá acontecido a João Cândido Figueiredo (pai da autora deste livro) nem de algumas centenas de Portugueses”.

“Quando procurava elementos sobre o meu pai, desaparecido em Angola antes da independência, em 1975, descobri que mesmo tinha acontecido mais de 250 portugueses.”.
Ficheiros Secretos da descolonização de Angola é mais um testemunho da maior tragédia sofrida pela Pátria que “deu novos mundos ao Mundo. Mas é também um documento revelador de vilanias, traições, e covardias de muitos. É um grito angustiante e um brado de revolta. O Estado português e os seus agentes culpados uns, responsáveis outros, pela “descolonização”, que eles próprios a crismaram de “exemplar”, alijaram as suas culpas e responsabilidades para terceiros. Um acto de covardia. Esse Estado “descolonizador” que ainda não ressarciu as vítimas da “descolonização exemplar” (exemplarmente trágica). Outra vergonha. Outra injustiça. Outro crime. Leonor Figueiredo revela nesta sua obra as prisões de compatriotas nossos feitas por alguns militares portugueses que depois os entregavam ao MPLA. Muitos desses prisioneiros foram fuzilados pelo movimento liderado por Agostinho Neto, e todos eles agredidos física e torturados psicologicamente nas masmorras do MPLA.
Adulcino Silva – Jornalista, in http://macua.blogs.com/

de seguida vem o link de uma entrevista muito interessante com a autora do livro, onde ela conta a história do desaparecimento de seu pai, e as atrocidades que ela veio a descobrir e que se passaram no processo de descolonização de Angola. infelizmente, não consegui encontrar o autor da entrevista.

Entrevista:

O pai desapareceu em angola há 34 anos. A filha investigou e escreveu um livro que revela uma rede de prisões clandestinas E uma lista oficial de nomes de portugueses desaparecidos.

Já conseguiu fazer o luto do seu pai?

Acho que este livro me veio ajudar a fazê-lo. Conheço pessoas que nunca fizeram o luto de um familiar desaparecido. Nem conseguem abordar o assunto. Estou muito satisfeita por falar no meu pai e nas muitas vítimas desconhecidas e escondidas da descolonização de Angola que descobri. Passou muito tempo. Quando era adolescente, nem queria falar no assunto porque pensava que o que tinha acontecido ao meu pai era uma coisa extraordinária. Mas não. Houve muitas centenas de portugueses que foram vítimas da guerra política em Angola.

Entrevistador: Publica uma lista inédita, do MNE (Ministério dos Negócios Estrangeiros), com mais de duas centenas de nomes de portugueses desaparecidos em Angola. Como pode ter sido abafada tantos anos?

Leonor: A pasta tinha sido desclassificada há pouco tempo. E mesmo assim não estavam lá os documentos todos. Nos arquivos do nosso Estado, há muitas coisas que não podes consultar. São secretas; são muito secretas. E portanto, nunca virão à leitura do público. Esta, por acaso, foi desclassificada e eu tive a sorte de dar com ela, porque

ler mais: Ficheiros Secretos da Descolonização de Angola (1)

link do video:

http://sic.sapo.pt/online/video/informacao/NoticiasCultura/2009/8/ficheiros-secretos-da-descolonizacao-de-angola-relata-factos-desconhecidos.htm

Anúncios

~ por Paulo Sérgio em Março 24, 2010.

14 Respostas to “Ficheiros Secretos da Descolonização de Angola”

  1. Grande Paulo, mantendo o blog em activo. Valeu pelo artigo, a entrevista, e o video irmao. Ficor feliz por teres acabado o livro e teres gostado dele. Abracos.

    • haha, epa gostei bue desse livro. inda bem que encontrei uma entrevista c a autora, e um vídeo. realmente o processo de descolonização foi bem mal gerido. os portugueses beneficiaram o M, talvez porque o man nguxi preferia os mulatos e os brancos, e também tinha uma mulher branca, portuguesa né? to agora a ler agora o PURGA EM ANGOLA. tirei da biblioteca da universidade, imagina! e no livro fala que o cota Neto, preferia colocar os mestiços na direcao do M, como p ex, o Iko carreira. por isso houve muitos incidentes de rebeliao no mpla. mas segundo a entrevista, nao se sabe bem ainda o porque de os portugueses darem a independencia ao mpla.
      qdo fores pra angolam le o livro. o mimi tem la em casa.
      abracos!

      • tu nao devias estar a escrever aqui pois nota-se que alem de racista fazes parte daqueles que vieram do kimbo para tomar e espoliar aquilo que nao te custou a ganhar a tua familia deve ser daquelas que ocuparam as casas mobiladas com tudo daqueles que a pressa tiveram que fugir para nao ver as suas mulheres e filhas serem violadas por selvagens como tu a descolonizacao de Angola foi uma coisa muito triste para voce estar aqui a falar de mulatos e brancos o Agostinho Neto nao fez mais do que o dever dele pois meu analfabeto quem fundou o MPLA foram dois mulatos LUCIO LARA e VIRIATO DA CRUZ e nao aqueles que os teus patroes pretos e vendidos ao colonialismo Sovietico-cubano te impingiram aconselho-te a procurar publicacoes isentas sobre a verdade do que se passou em Angola tal como o facto do MPLA ter utilizado nas suas forcas assassino,ladroes ,violadores do sambila,rangel,marcal etc em que o mais conhecido era o famoso NANDO o teu querido primeiro ministro e o teu ZE-Du que aproveitou a sanha vingadora do 27 de maio para mandar matar o marido da amante MILUCHA que era o medico mulato TILU MENDONCA. Meu merdas nao fales daquilo que nao sabes voces sempre tentar tirar os louros daqueles que realmente fizeram alguma coisa foi sempre assim nos estados unidos quem iniciou a luta pelos direitos civicos foi uma mulata ROSA PARKS e quem ganhou e apareceu na vanguarda da luta foi o LUther King tal como em Angola no Mpla os mulatos e brancos foram corridos de um movimento que foram eles que fundaram,Azancot de Meneses ,Lucio lara e o saudoso Viriato da Cruz,por favor nao escrevas mais nada neste blog pois estas a ofender a memoria daqueles que perderam os seus entes queridos nas maos assassinas dos teus compadres

  2. Oi gente boa,

    obrigada por partilhares a entrevista. Em relação ao autor, se te referes à escrita, no documento em que esta está, aparece um nome no final, Bruno Contreiras Mateus, será isso?

    kandandus

    • é isso sim. hehe, me passou bem despercebido o nome.
      ja viste o vídeo?
      kandandus!

      • leia o livro sobre a verdade sobre a batalha do cuito canavale de nome black stalingrad este livro sim isento e que conta a verdade e ate com o nome dos cubanos mortos nesta batalha e olha que a verdade nao e nada parecida com o que os teus patroes te contaram e olha que o escritor e um jamaicano de nacionalidade cubana

  3. Vi sim, Paulo 🙂 Curiosamente, uma grande amiga de meus pais foi contactada pela autora do livro, creio, que durante a investigação deparou com algo relativo à morte do pai desta amiga…
    Sejam quais forem os “lados”, ideais, actos, etc das pessoas que desapareceram ou confirmadamente foram mortas, é certamente horrível para os familiares permanecerem sem saber o que de facto aconteceu, e tantas vezes nunca verem/recuperarem os corpos, de modo a poder fazer o seu luto.
    Kandandus grandes d’aqui!

  4. Contributo importantíssimo paraa verdade histórica e umj bom contributo para a desmitificação do 25 de Abril que não consta só de cravos!!
    Parabéns
    António da Cunha Duarte Justo

  5. A corja comunista de Lisboa tramou Portugueses e Angolanos. Como consequência Angola só conheceu a verdadeira independência em 2003, com 30 anos de destruição para recuperar, e o governo português (Rosa Coutinho e seus pares assassinos) ficou associado á traição dos contratos d´Àlvor e conduta criminosa para com portugueses e angolanos. Não fosse esse corja Angola e Portugal viviam hoje anos de gloria e como países irmãos “que são” apesar de muitos (ainda) não aceitarem esse facto. O tempo se encarregará de mostrar essa realidade.

    • Acho que o tempo não deixará morrer a verdadeira história dessa Angola martir e dum Portugal traido por bastardos e traidores.

  6. Tens razão makoka, essa Corja vermelha a soldo do neo capitalismo soviético, conseguiu destruir duas nações e martirizar 2 povos. Foi a politica de dividir para reinar, já o Camões dizia que traidores sempre houve. Fomos traidos e atraiçoados, e cada vez é mais dificil fazer justiça porque as vitimas que ainda não morreram. vão morrendo e a história tenta esquecer.

  7. Um bom contributo para ajuda da objectivação duma história que tem andado mal contada.

  8. A história nunca vai esquecer. Os testemunhos são muitos e felizmente temos este meio maravilhoso de comunicação (internet) onde podemos deixar para as gerações vindouras a História (real) que os politicos não querem que se conte.
    Politico é bicho porco, falso. Só para deixar registado. Um dos grandes torturadores da UNITA (João Miguel Vahekeny) depois de ter torturado dezenas de pessoas hoje e depois de ter sido deputado é Embaixador na Hungria. Com isso chego a uma conclusão. O CRIME COMPENSA.

  9. Ahaa, its pleasant discussion concerning this piece of writing aat this place at this web site,
    I have read all that,so at this time me also commenting
    here.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: