‘Isto é Angola’

Outro dos grandes posts do blog Aerograma que queria partilhar com vocês é o “Isto é Angola”. É talvez uma das frases que mais me enerva, que mais demonstra uma total falta de iniciativa e respeito, que mais demonstra um vazio cerebral, uma falta de ideias. Pelos vistos não sou o único:

Isto é Angola, por Afonso Loureiro (sugiro que acedem ao post original para ver as fotos)

A expressão que mais custa ouvir nesta terra é o encolher de ombros vocalizado «Isso é Angola…». Serve de desculpa para tudo, desde as falhas associadas a um país com as infra-estruturas degradadas ou em estado embrionário, até às inerentes ao comodismo ou preguiça de cada um.

É a outra face do excesso de orgulho e falta de brio com que se consegue caracterizar os angolanos. Têm muito orgulho na sua terra e no seu país, com as riquezas enterradas e potenciais agrícola e turístico enormes, mas não há nenhum sentimento de frustração por não se explorar os motivos de orgulho.

Da mesma maneira que alguns encolhem os ombros ao ver alguém despejar lixo fora do sítio, outros partem garrafas na praia com um imenso sorriso e exclamam «Isso é Angola!». A pouco e pouco, o sentimento generalizado é que Angola é assim e não há volta a dar. Não pode evoluir para não perder essa genuidade definida nas três palavrinhas de Isso é Angola.

Depois de três décadas de guerra, com as dificuldades a serem enfrentadas e resolvidas individualmente por ser impossível pensar nos outros, todos se habituaram a não exigir condições. Se falta a electricidade, há que comprar um gerador porque Isso é Angola e não há volta a dar. Se falta a água, investe-se num depósito porque ninguém espera que a água corrente seja um serviço básico universal.

Nos jornais lê-se que os angolanos não podem tolerar que os filhos do novo presidente da Zâmbia, no poder há menos de um ano, já estejam milionários. Não questionam quem são os mais ricos de Angola nem a sua relação com o poder. Afinal de contas, é Angola.

Criticar os defeitos alheios e branquear os nossos é um pecadilho frequente. Não estou esquecido da promiscuidade entre poderes públicos e empresas privadas que grassa lá no hemisfério Norte, mas essa é uma história para outra altura. Espero que os portugueses se indignem tanto da sua situação como os angolanos da dos zambianos.

Isso é Angola não é só um desabafo, é sinal de desistência. É sinal de falta de esperança no futuro. Diz-nos que a guerra ainda não acabou, pelo menos a nível psicológico. Ninguém precisa de se preocupar com nada, o brio profissional é algo quase desconhecido e tudo continuará como dantes. Isso é Angola. Antes assim que pior.

Mesmo agora que estive em Luanda, em Dezembro, ouvi esta frase vezes sem conta. Qual pensam ser a sua origem?

Anúncios

~ por Havemos de Voltar em Fevereiro 8, 2010.

8 Respostas to “‘Isto é Angola’”

  1. Sem querer entrar na onda de ” a culpa é sempre do ex-colono”, confesso que a primeira coisa que me ocorre é a frase “É o país que temos”, relativamente à Tuga…

    Será que esta kota de 36 anos ainda se pode auto-incluir no grupo de “juventude angolana na diáspora”? ehehe

    kandandus daqui

    • claro que sim! hehe, se o kota é velho então todos nós também somos velhos hehe.
      eu vivi na tuga, e sei bem também que os portugueses neste aspecto são muito parecidos conosco. também não dao valor ao seu país, preferem o que vem de fora, também usam frases conformistas como: esse país é assim mesmo, estamos em portugal, e coisas do genero.
      muitos como nós perderam o patriotismo, porque muitos angolanos não são patriotas, porque um patriota não fica impávido e sereno, a ver o seu país saqueado, privatizado, ocupado pelos estrangeirados, seus recursos usados para proveito próprio, etc, etc.
      kandandus pró kota, que apareça sempre neste espaço.

  2. Esta frase demostra o conformismo dos Angolanos por razoes q nao consigo entender aceitamos tudo, talvez medo, certeza de q e impossivel mudar o sistema, usamos esta fraze isto e Angola, o q irrita-me bastante porque e Angola sim mais noa tem q continuar assim usando esta frase adimitimos q esta tudo bem do jeito q esta. Na verdade nos Angolanos precisamos mudar a nossa mentalidade deixar o conformismo e adoptar mudancas en todas as esferas da sociedade, deixar de usar esta frase “isto e Angola” e passar a usar “isto esta errado” ou “nao tem q ser assim”

  3. ya… ista eh uma doença terrivel! a atitude q nos, os angolanos temos com o nosso proprio pais as vezes eh assustadora. mas, respondendo a pergunta final do post, acho q essa atitude tem origens historicas (+ ou menos como os assuntos raciais oriundos da escravatura – willy lynch… estejam atentos ao blog)! saimos d uma colonizaçao baseada na assimilaçao. o q isso significa eh q tinhamos q rejeitar a nos mesmos e adoptar, n so um modo d vida mas um modo d existencia estranho (estrangeiro) para sermos considerados gente. essa tendencia reflecte-se ate hoje nas mais variadas esferas do nosso pais (todo q vem d fora eh melhor automaticament no nosso conceito). dai a indeferença por assim dizer ao q eh nosso. qanto ao conformismo, os nossos pais (n avos, digo pais mesmo) viveram no tempo do partido unico e presenciaram o fraccionismo (27 d Maio… acho q o Claudio vai escrever um artigo com esse tema, estejam atentos)! nessas alturas, instalou-se uma politica do “cala a boca e olha so, senao…” q, naturalment e como n podia deixar d ser, nos foi transmitida atraves da educaçao q recebemos. com esses dois ingredientes, o unico resultado so podia ser mesmo o “isso eh angola”! mas continuando o comentario e ultrapassando a resposta do post, nos somos preguiçosos (n sei d onde eh q saiu essa caracteristica sincerament). paramos no tempo (e no espaço) simplesment porqe eh mais facil dessa forma. existe uma tendencia ultra conservadora por parte d povo angolano. tendencia cuja eu mesmo tenho qe lutar contra inumeras vezes. nos temos medo de mudança, do desconhecido e do novo. entao mesmo vendo q a educaçao q recebemos ja n se aplica 100% no contexto actual (ja nem eh aceitavel tomar certas atitudes q nos foram ensinadas hoje em dia), nos baixamos a cabeça e, como se fossemos robos, agimos como sempre… a opressao acabou e o resultado da mesma eh a indiferença, apatia. a guerra civil agravou a situaçao e trouxe o individualismo selvagem. uma vez identificados os problemas (na minha opiniao eh claro), marchemos para a cura…
    ps: fixe ver-te por essas paragens euridce, espero q t tornes uma presença constant. xama as manas tbm e espalha a mensagem ao people todo ok. take care. bjs

    • Tocaste em pontos muito pertinentes Victor, principalmente a preguica do povo angolano e a mentalidade do ‘deixa andar’. Sempre disse e repito, antes da corrupcao, do lixo, da pobreza, o nosso maior problema eh a nossa mentalidade. Somos orgulhosos de Angola, vamos ao estadio ficar 3 horas no transito e uma na fila para depois vermos o 4-0 virar 4-4 em 10 minutos, temos amor a patria, mas continuamos a sujar repugnavelmente a nossa capital, e quando perguntamos a alguem “mas ai mesmo eh sitio para mijar?!” a resposta eh “isso eh angola”. Wolo. Aonde foi o tal orgulho, o tal amor a patria, o tal “estamos sempre a subir?”

  4. Cristina/Kanyutha,

    Grande prazer o meu em ver-te também nestas paragens. Acerca da tua questão, a juventude é um concetio relativo. Nos olhos do meu muito estimado Avô João (Paizinho) de 90 e tal anos, ainda és criança 🙂 Volta sempre, aqui e no Lounge!

  5. Espero que os angolanos que vivem em Angola e que apenas aceitam como bom o que vem de fora consigam ver na diáspora qualidades que eles próprios têm mas não reconhecem.

    Chegará o dia em que dirão «Isso é Angola!» para celebrar verdadeiras conquistas e não apenas quando encolhem os ombros.

    Ao Havemos de Voltar e todos os seus membros desejo que a luta contra este «Isso é Angola…» seja um caminho produtivo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: